Páscoa, em cada ano a comemoração ocorre em uma data

Muitos fatores contribuem para que isso ocorra, como o fato de diferentes vertentes do cristianismo usarem fórmulas distintas nos cálculos

Páscoa, em cada ano a comemoração ocorre em uma data (Foto: Reprodução/Pixabay)

Neste ano, o domingo de Páscoa será celebrado no dia 4 de abril. Mas você já percebeu que a páscoa não tem uma data fixa? Nos últimos dez anos, a festividade ocorreu em dez datas diferentes, com variações entre 27 de março e 24 de abril.

Conforme o G1 Beda, o Venerável, religioso inglês que viveu no século 7, afirmava que a Páscoa se dá no primeiro domingo depois da primeira lua cheia após o equinócio da primavera no hemisfério norte (20 de março, em 2018).

Isso porque, este é um ‘feriado móvel’, e isso se dá graças ao sistema complexo que foi desenvolvido para tentar calcular a Páscoa (e a Páscoa Judaica) a partir do céu, acomodando calendários diferentes. De acordo com o G1, a data mais frequente para a Páscoa nas igrejas ocidentais tem sido 19 de abril, mas o evento já chegou a cair até em 25 de abril. Isso porque, nosso calendário não combina exatamente com os ciclos astronômicos.

O complicado sistema de determinação da data da Páscoa surge como resultado da combinação de calendários, práticas culturais e tradições hebraicas, romanas e egípcias. O calendário egípcio baseado no Sol, prática adotada primeiramente pelos romanos e posteriormente incorporada pela cultura cristã. O judaísmo baseia o calendário hebraico parcialmente na Lua, e o islamismo também utiliza fases da Lua.

A data da Páscoa varia não somente pela tentativa de harmonizar os calendários lunares e solares, mas também há outras complicações que acabam interferindo, como o fato de diferentes vertentes do cristianismo usarem fórmulas distintas em seus cálculos.

O G1 aponta que na Bíblia, a morte e ressurreição de Jesus, os eventos celebrados pela Páscoa, ocorreram na época da Páscoa Judaica. A Páscoa Judaica celebrada na primeira lua cheia depois do equinócio da primavera no hemisfério norte. Mas isso levou os cristãos a celebrar a Páscoa em diferentes datas. No fim do século 2, algumas igrejas celebravam a Páscoa junto com a Páscoa Judaica, enquanto outras marcavam a data no domingo seguinte. No ano 325, a data da Páscoa foi unificada graças ao Concílio de Nicéia.

A Páscoa passaria a ser no primeiro domingo depois da primeira lua cheia que ocorresse após o equinócio da primavera (ou na mesma data, caso a lua cheia e o equinócio ocorressem no mesmo dia).Mesmo assim, tradições e culturas diferentes continuaram fazendo cálculos distintos para a data.

*(Com informações do G1). 

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

INOVAÇÃO

Cultura inova e lança visita virtual ao Museu Visconde de Guarapuava

NO MUNDO DA IMAGINAÇÃO

Espetáculo infantil 'Doido pra Voar' ganha versão on-line

ATO DE CARINHO

Regente de orquestra reúne mais de 20 mil vozes em vídeo

Comentários