Com o BBB se aproximando, relembre a trajetória de Cézar Lima

Cézar afirmou nunca ter gasto um centavo do R$ 1,5 milhão do BBB. Em uma live, esse ano, ele declarou o amor por Guarapuava

Com o BBB se aproximando, relembre a trajetória de Cézar Lima (Foto: Reprodução/Rede Globo)

No ano de 2015, em 7 de abril, os guarapuavanos se reuniam por várias partes da cidade esperando ansiosos por um resultado, quem seria o vencedor do Big Brother Brasil. Naquele ano, o brechózinho, grupo conhecido pelos moradores locais, tinha uma missão diferente, tornar Cézar Lima, guarapuavano, o vencedor do BBB 15.

Como missão dada, é missão cumprida, os mais de 30 mil membros votaram incansavelmente e entregaram o prêmio de R$ 1,5 milhão com 65% dos voto ao jovem do Centro-Sul paranaense. No dia anterior, uma caravana com 12 pessoas saia de Guarapuava e seguia em direção ao Projac, no Rio de Janeiro. Na noite da final, os melhores momentos de Cézar foram recordados, entre eles as frases que desafiam a interpretação, mas rendem bons sorrisos. Afinal, para ser campeão do BBB e se tornar milionário, é preciso cativar o público.

De “o Big Brother é um manancial de sentimentos” a “quero mandar um beijo muito grande para a minha família que é a minha célula mátria”, o jovem paranaense conquistou o público com o jeito divertido, mesmo quando chorou ao errar o feijão.

Era reta final do Big Brother Brasil, eu já tinha ido a cinco paredões seguidos, fazia 73 dias que só comia feijão, arroz, ovo e goiabada.

O SUCESSO

Após conquistar o prêmio de R$1,5 milhão do Big Brother Brasil 15, Cézar Lima voltou a atenção para ajudar a família. O guarapuavano  comprou uma casa para seus pais e irmãos em Guarapuava sem usar o prêmio. Tudo que adquiriu depois de ganhar o BBB 15 foi com dinheiro de contratos.

Em 2020, Cézar deu uma entrevista a Folha de São Paulo e afirmou nunca ter gasto um centavo do R$ 1,5 milhão do BBB. Ele é formado em Direito e Economia e atua como advogado. Além disso, já se lançou na carreira política, mas a empreitada não deu certo. E, em uma live sobre o BBB desse ano, declarou seu amor por Guarapuava.

Posso estar em qualquer lugar, mas meu pé estará sempre em Guarapuava.

As recordações do programa também o deixam emocionado. Ele comenta que se inscreveu 11 vezes e foi na 11ª que o chamaram para as seletivas que ocorriam em Curitiba. “Na época, mexeu muito comigo, tanto as seletivas em Curitiba, depois as do Rio de Janeiro, as gravações para entrada do programa. Mas ainda não era certo que eu entraria. Só quando fiquei isolado no hotel que descobri que eu tinha conseguido. É uma alegria relembrar”.

A maior experiência é viver a montanha russa que é o Big Brother Brasil. Quando você entra no programa, sua vida gira em 180°.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ARTE POR TODA PARTE

Amanda Dziurza, o amor pela arte e os desenhos eternizados na pele

PERFIL

Empreendedorismo digital: Kalindy Rodrigues e os brechós virtuais

ARRASOU

A hora é agora, que tal explorar o Bolsa Nerd?

Comentários