‘Vidas por Vidas’ pode parar de atender moradores de rua em Guarapuava

O 'Vidas por Vidas' se mantém com recursos da Vara de Execuções Penais, encerrados em agosto. Quase 50% dos funcionários já foram demitidos

Em dificuldade financeira, ‘Vidas por Vidas’ ameaça parar de atender moradores em situação de rua em Guarapuava (Foto: Arquivo)

A instituição filantrópica ‘Vidas por Vidas’ que existe há quatro anos em Guarapuava, passa por dias difíceis. A instituição oferece trabalho de acolhimento para pessoas em situação de rua. Mas pode ter que parar de atender devido a falta de recursos. Conforme a coordenadora Marielly Pedroso, em entrevista ao Portal RSN, a instituição esta vivendo um momento delicado.

A verba que mantinha com o RH vinha através da Vara de Execuções Penais (VEP)). Porém, a mesma encerrou no mês de agosto. Por isso, hoje contamos apenas com doações da sociedade para conseguir continuar cumprindo com nossas obrigações. Quase 50% dos funcionários já foram demitidos.

Assim, de acordo com a coordenadora, a república conta com seis acolhidos. Algumas dessas pessoas em processo de saída das ruas. Outras passam por reinserção social. Conforme a coordenadora, a instituição já cadastrou 230 pessoas.

“Além disso ofertamos atendimentos familiares e o serviço a parte que é atendimento diário as pessoas que ainda se encontram nas ruas, tanto com banho e alimentação”.

(Foto: Reprodução/Pixabay

PROJETO

Conforme a coordenação, a instituição filantrópica ‘Vidas por Vidas’ precisa da participação da comunidade. A arrecadação com doações auxilia na manutenção das atividades. Entre elas, o acolhimento de pessoas que estão em processo de saída das ruas e até a reinserção social e profissionalização. Além disso, o ‘Vidas por Vidas’ oferece também acompanhamento familiar.

“Nós encaminhamos para tratamento de uso de álcool e drogas, e quem passa pela instituição recebe atendimento social e psicológico”.

Porém, devido à pandemia de coronavírus e para evitar aglomeração de voluntários, o “Vidas por Vidas’ suspendeu o atendimento noturno. Entretanto, o atendimento na casa na Vila Carli permanece. Assim, a república permanece aberta à tarde para a higiene pessoal dos acolhidos. Desta forma, eles também recebem orientações sobre a prevenção da doença e o lanche da tarde.

O trabalho sem fins lucrativos já ajudou dezenas de pessoas em Guarapuava nos quatro anos de existência. Entretanto, o ‘Vidas por Vidas’ é mantido com doações de alimentos, materiais de limpeza, roupas e dinheiro. E para dar continuidade ao atendimento, a instituição precisa de ajuda.

DOAÇÕES

Assim, você pode fazer uma doação na sede do ‘Vidas por Vidas’. O endereço é rua Padre Ivo Petry, 786 – na Vila Carli. Porém, as doações em dinheiro devem ser feitas em depósitos. Por fim, a conta bancária é da Caixa Econômica Federal. Ag: 0389, OP: 003, C/C: 8102-8.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AVANÇO

Em apenas um dia, Guarapuava confirma 4 mortes por covid-19

ATENÇÃO

5ª Regional de Saúde registra primeiro caso suspeito de Zika Vírus

FOLIA DO BEM

Shopping 'Cidade dos Lagos' entrega doações à Associação Canaã

Comentários