Vacinas já chegaram em todos os municípios do Paraná

As doses da vacina contra a covid-19 chegaram aos 399 municípios do Paraná. E a maioria dos municípios já começou a aplicar os imunizantes

Vacinas já chegaram em todos os municípios do Paraná (Foto: Jonathan Campos/AEN)

Em menos de 48 horas depois de desembarcarem no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, as doses da vacina contra a covid-19 já chegaram aos 399 municípios do Paraná. Em Guarapuava, as doses chegaram às 18h09 de ontem (20), no Aeroporto Tancredo Thomas de Faria.

Conforme o balanço da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado às 15h30 desta quarta (20), todas as prefeituras retiraram as doses nas Regionais de Saúde. Contudo, no balanço anterior, até o início da tarde, apenas Iporã, Tapira, Prado Ferreira, Guaraci, Miraselva e Mato Rico ainda não haviam buscado as ampolas.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias, as 132.540 doses da vacina Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, foram entregues às Regionais de Saúde nessa terça (19). E as últimas, de Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo, chegaram às 22h.

IMUNIZAÇÃO

Nesta quarta (20) a maioria dos municípios já começou a aplicar os imunizantes nos grupos prioritários: profissionais da saúde, idosos asilados e cuidadores, pessoas com deficiência severa e indígenas. Além disso, a imunização é de responsabilidade das secretarias municipais de Saúde. Mas dentro dos critérios do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

Entretanto, o outro lote dessa mesma vacina será encaminhado após três semanas, que é o intervalo de aplicação. O armazenamento está sendo feito no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). O centro conta com ampla estrutura de freezers e câmaras frias, além de questões de segurança.

Por fim, o Paraná recebeu do Ministério da Saúde 265.600 doses.

ATRASO EM GUARAPUAVA

A aeronave que transportou a primeira carga da vacina a Guarapuava chegou com mais de duas e horas e meia de atraso. De acordo com as informações preliminares, o avião chegaria às 13h30. Entretanto, aterrissou às 18h09.

Por pouco o mau tempo e a  consequente falta de teto não impediram a aterrissagem. Assim houve a necessidade de pouso por instrumento. Ou seja, quando o piloto recebe orientação pelos computadores de bordo do avião. Estes, por sua vez, estão em contato direto com receptores e emissores de sinais no solo ou via satélite.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ATENTE AO PRAZO

Prorrogado prazo para entidades que atendem crianças pleitearem recursos

ARRASANDO

Com crescimento de 14%, Paraná amplia liderança na produção de tilápias

BOA OPORTUNIDADE

Guarapuava recebe Carretas do Conhecimento na segunda quinzena de abril

Comentários