Rede estadual terá educação financeira e empreendedora em 2020

Secretaria de Estado da Educação e do Esporte oferecerá duas disciplinas em projetos-piloto. Depois iniciativa será ampliada para toda a rede

Rede estadual terá educação financeira e empreendedora em 2020 (Foto: SEED)

A partir de 2020, a rede estadual de ensino do Paraná terá novidade: aulas de empreendedorismo e de educação financeira. Assim, a inclusão das duas disciplinas na matriz curricular pretende desenvolver nos jovens noções de protagonismo e autonomia. Isso porque as duas habilidades estão cada vez mais sendo exigidas no mundo contemporâneo.

Conforme o secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder, é fundamental proporcionar aos estudantes acesso a conceitos básicos de economia e finanças, bem como de cooperativismo, trabalho em equipe e ética profissional.

“O Governo tem o olhar no futuro, e a educação empreendedora e financeira garante maior autonomia lá na frente, para tomar decisões, para desenvolver um bom trabalho em qualquer área, para administrar melhor o dinheiro. Esses são conhecimentos fundamentais para qualquer trabalhador ou empreendedor, que refletem no seu crescimento pessoal e profissional”.

(Foto: SEED)

EDUCAÇÃO FINANCEIRA

A implementação da disciplina se dará por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte e o Banco Central. Assim, no projeto-piloto, a disciplina será incluída no currículo do Ensino Fundamental da rede estadual.

O objetivo é promover a aprendizagem do uso consciente do crédito e a redução da inadimplência. E ainda, a diminuição do endividamento excessivo dos cidadãos e a formação de poupança.

A ideia é que a abordagem em relação à Educação Financeira se dê de forma transversal, integrando a temática, até então inédita na Educação Básica brasileira, ao processo de ensino e aprendizagem de Matemática e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

(Foto: SEED)

EMPREENDEDORISMO

Já a disciplina de empreendedorismo, que tem carga horária de duas horas semanais, será ministrada a alunos do 6º ao 9º ano de instituições de Ensino Fundamental Integral, que já possuem carga horária ampliada. No primeiro momento serão contempladas 47 escolas.

A emenda prevê educação empreendedora, ética profissional, trabalho em equipe e cooperativismo, característica marcante do Estado. Assim, a matéria buscará desenvolver nos jovens as noções de protagonismo e autonomia.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

ATENTE AO PRAZO

Prorrogado prazo para entidades que atendem crianças pleitearem recursos

CORRE SE INSCREVER

1º Juizado Especial Cível abre vaga para estágio em Guarapuava

RECESSO

Shopping está com atendimento especial na Praça de Alimentação

Comentários