Com articulações da deputada Cristina Silvestri programa Educação Conectada beneficia escolas de Guarapuava

Guarapuava fará o complemento do programa para atender toda rede de ensino, atendendo mais de 26 unidades escolares

Programa une tecnologia e educação (Foto: Sabrina Ferrari/RSN)

O Programa de Inovação Educação Conectada já tem os municípios selecionados para representar o Paraná. Com apoio do Fundo Social do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES) e em parceria com o Centro de Inovação para Educação Brasileira (CIEB), o programa vai contemplar Guarapuava e Campo Mourão.

Assim, nesta  manhã (29), o prefeito de Guarapuava, Celso Góes e o secretário estadual de Educação e Esporte, Renato Feder participaram do evento on-line, que celebra a publicação do contrato com o BNDES e o lançamento do Piá Conectado.

Em Guarapuava, em um primeiro momento 18 escolas vão utilizar a plataforma Aprimora, que servirá para a disciplina de português, do 1º ao 3º ano. Além disso, a empresa Sincroniza se tornou responsável pela formação dos professores e gestores das escolas. As instituições de ensino também vão receber tablets para aproximar a educação da tecnologia, tão essencial neste momento de pandemia. Além disso, toda infraestrutura de redes e roteadores de alto desempenho. Assim, vão se beneficiar 2.303 alunos, 105 professores e 54 gestores do município, como informa o prefeito.

Estamos trazendo para nossos alunos a tecnologia inovadora que vai melhorar ainda mais a educação, os alunos que já estavam utilizando a tecnologia para as aulas e vão utilizar ainda mais no retorno as aulas presenciais. Então, queremos ser exemplo de desenvolvimento em educação.

A deputada estadual, Cristina Silvestri, fez parte das articulações para que Guarapuava estivesse entre os 399 municípios contemplados e não perdesse o prazo de contratação do recurso. Além da articulação para que o projeto de lei que autorizava o investimento fosse rapidamente aprovado na Assembleia Legislativa, destacou a importância do projeto.

Vamos oferecer a oportunidade de igualdade e condições, aos alunos que sonham em ter tablets e vão ter dentro da sala de aula. Vamos ter educação com versatilidade e a preparação do jovem de hoje para ser o cidadão de amanhã.

Os municípios receberão investimentos de cerca de R$ 5 milhões, para aquisição de equipamentos de informática, incluindo mais de 500 notebooks e mil tablets. O objetivo de aumentar o rendimento e o engajamento dos estudantes. Além de promover a inclusão digital e reduzir o abandono escolar. Para os alunos das escolas municipais que cursam até o 3º ano do Ensino Fundamental, os recursos digitais serão utilizados para acompanhamento e avaliação contínua dos estudantes. Inclusive durante a alfabetização, coletando dados que auxiliem o professor a elaborar para os alunos.

Deputada Cristina Silvestri (Foto: Ascom/Gabiente parlamentar)

Aos alunos do Ensino Médio, os professores vão aplicar a aprendizagem baseada em projetos integrados às tecnologias digitais. Os estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano, além da aprendizagem por projetos, terão um método de letramento em Matemática e Língua Portuguesa por meio de ferramentas tecnológicas.

As escolas municipais de Guarapuava sorteadas foram: Abilio F De Oliveira E M Ei Ef, Alcindo de Franca Pacheco, Antonio Lustosa de Oliveira e Benedita dos Santos. Assim como, Carolina G Franco, Conrado G de Oliveira, Domingos Savio, Elcidia de S M Pereira, Fransciso Contini e Gabriel Hugo Rios. Também, Hildegard Burjan, Hipolyta N de Oliveira, Ina Ribas Carli, Irene Guimaraes Pupo e Raul H Lupattelli. Por fim, Ruy V Marques, Santa Cruz e São José.

COMPLEMENTO

De acordo com o secretário de Educação, Pablo Almeida, Guarapuava fará o complemento do programa para atender toda rede de ensino. Desse modo, atendendo mais de 26 unidades. “Investiremos em mais equipamentos. E ainda em treinamento da equipe e toda estrutura da rede, com roteadores de alto desempenho, que já estamos fazendo nos CMEI’s, para que todos tenha uma educação de qualidade”.

De acordo com o prefeito de Guarapuava, treinamento, infraestrutura, sistemas e plataforma adaptativa vão atender as instituições.

PROPOSTA E CONVÊNIO

O Estado do Paraná, por meio da Secretaria da Educação e Esporte, fez a inscrição na chamada pública do BNDES em 2018. A proposta selecionada no fim de 2019 e, em setembro de 2020, sancionado o Projeto de Lei nº 542/2020, que autoriza o Poder Executivo a receber os recursos do BNDES.

A Seed-PR é responsável pela execução dos recursos do projeto, que deve ser concluído em até 24 meses após a data de publicação do contrato com o BNDES. A assinatura ocorreu hoje (29). O convênio contempla 28 escolas municipais. E outras 35 escolas estaduais. Por fim, este número corresponde a 100% das estaduais e 50% das municipais localizadas nas zonas urbanas dos municípios de Guarapuava e Campo Mourão.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

NOVIDADE

Autoridades prestigiam inauguração do Centro de Ciências Agrárias da Faculdade Guarapuava

OPORTUNIDADE

Campo Real lança Mensalidade Flex Integral com incentivo de 100%

CAMPO REAL

Campo Real recebe conceito 4 no resultado do Índice Geral de cursos

Comentários