Novo ministro da Saúde elogia ações de saúde do Paraná

Ratinho Junior apresentou o trabalho desenvolvido no Paraná contra o coronavírus em reunião com Nelson Teich nesta quarta. SC e RS também participaram

Novo ministro da Saúde elogia ações de saúde do Paraná (Foto: AEN)

O novo ministro da Saúde, Nelson Teich elogiou o trabalho da saúde no Paraná e em outros estados do Sul. O reconhecimento foi após o governador Carlos Massa Ratinho Junior apresentar a estrutura hospitalar e o plano de ação do Governo do Paraná para enfrentamento à Covid-19. A reunião virtual aconteceu nesta quarta (29), com a participação dos demais governadores do Sul, Carlos Moisés (SC e Eduardo Leite (RS).

O Paraná e os Estados do Sul são diferenciados, o que torna mais fácil o trabalho do ministério. 

De acordo com Ratinho Junior, o Estado já tem contratado e em funcionamento 500 novos leitos de Terapia Intensiva (UTI). São exclusivos para o tratamento do Codid-19.

Conforme o governador, esse número vai chegar a 1.250 em até 45 dias, com novas contratações. Ele citou também as inaugurações dos hospitais de Guarapuava, Ivaiporã e Telêmaco Borba. Além da readequação dos hospitais universitários de Ponta Grossa, Cascavel, Londrina e Maringá.

O planejamento é diário em busca sempre do que for melhor para a população paranaense. O Estado está com toda sua estrutura voltada para combater o vírus.

Além dessa estrutura, o Estado já fez mais de 17 mil testagens na busca por uma estratificação mais clara da doença, o que colabora na tomada de ações mais pontuais.

Assim, durante a audiência virtual, o governador aproveitou para reforçar o pedido por equidade, por parte do Ministério da Saúde. Ele se refere à distribuição de recursos, equipamentos de proteção e aparelhos. O Paraná solicitou 500 respiradores e 2,4 milhões de EPIs ao governo federal.

Conforme o último boletim, até a terça (28), 1.271 pessoas foram confirmadas com o novo coronavírus no Paraná, sendo que 851 estão recuperadas e liberadas do isolamento e 77 faleceram.

ESTATÍSTICA

O governador também conheceu, por videoconferência, um modelo estatístico elaborado pelo economista Samy Dana e pelo matemático e estatístico Alexandre Simas, que apresenta um novo método para verificar os números da Covid-19 no Brasil.

O estudo foi encomendado pela Easynvest e também aponta o cenário para o Paraná em relação à doença. “O modelo mostra que as ações que o Estado vem fazendo tem dado resultado, como se houvesse um isolamento muito forte. O panorama é muito positivo”.

O trabalho que envolve ainda os médicos José Gallucci, Bruno Filardi, Rodrigo Rodriguez mostra que a tendência é que o Paraná consiga seguir em equilíbrio até o fim de maio se a curva atual se mantiver. Assim, a perspectiva apresentada prevê que no final de julho o Estado poderá chegar a 100 mil infectados, contabilizados desde o início da pandemia, e somar até 200 óbitos.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PEDÁGIO

Frente Parlamentar pede suspensão de audiências da ANTT

NOVA REMESSA

Ministério da Saúde confirma 167,3 mil novas doses de vacina ao PR

MEDIDAS

Governadores do Sul discutem estratégias de enfrentamento da pandemia

Comentários