Cristina Silvestri articula unificação de consórcios de saúde na Sesa

Órgão unificado ficaria responsável também pelo Samu Regional e Centro de Especialidades. Segundo Cristina a sede será em Guarapuava

A unificação dos consórcios municipais de Saúde voltou a ser tema de reunião com o secretário Beto Preto. Agendados pela deputada estadual Cristina Silvestri (CDN) prefeitos da Região estiveram na Secretaria de Estado da Saúde nessa terça (27).

Conforme a parlamentar, a proposta é que o novo consórcio congregue também o Samu Regional e o Centro de Especialidades. De acordo com a deputada, o Samu Regional será sediado em Guarapuava. Trata-se de uma demanda que vem sendo debatida desde 2013 e que hoje tem a articulação de Cristina Silvestri.

Pelo projeto retomado em 2018 a ideia é que, em três municípios micro sedes atendidos pela Regional de Saúde, haja a instalação de salas de estabilização. São Guarapuava, Laranjeiras do Sul e Pitanga. Esse trabalho agilizaria o processo de transferência e atendimento dos pacientes. Assim o restante dos municípios deve participar com ambulâncias referenciadas.

Dessa forma, a regionalização vai possibilitar aos municípios da 5ª Regional uma redução nos gastos com o transporte de pacientes. Além disso, o Samu Regional é também um pré-requisito do Ministério da Saúde para que Guarapuava volte a contar com uma base do transporte aeromédico.

De acordo com Cristina Silvestri, Beto Preto se mostrou favorável à unificação do consórcio, ponto de partida para essas outras implantações. “Agora aguardamos as tratativas internas dos municípios envolvidos para que o projeto avance”. Beto Preto estará em Guarapuava na quinta (6) para novo encontro com prefeitos. Assim sendo, Celso Góes, de Guarapuava, será o anfitrião.

COM BETO PRETO

Participaram da reunião em Curitiba os prefeitos Celso Góes (Guarapuava); Fábio Roberto (Nova Laranjeiras); Juninho (Marquinho); Jerônimo Gadens (Turvo). Além do Dr. Maicol (Pitanga) e do vice-prefeito Scarpari (Laranjeiras do Sul).

Conforme a deputada Cristina, a unificação garantirá mais agilidade nos trabalhos do consórcio. Além de economia tanto da parte de contratação de serviços quanto da parte administrativa. De acordo com Cristina, os prefeitos também pediram liberações de equipamentos para os municípios e avanço da vacinação contra a covid-19 no interior do Estado.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

JÚRI MANVAILER

Especialista calcula tempo de queda e aponta falhas em perícia

PANDEMIA

Em Guarapuava, mais de 13 mil pessoas se recuperaram da covid-19

ATIVOS DE COVID-19

Semana marca recordes de número ativos de covid-19 em Guarapuava

Comentários