Com o Dia das Mães chegando, Gilmara pede doações para visitar o filho

Kaio nasceu prematuro e está internado há mais de um mês. A mãe não tem condições financeiras para visitar o filho diariamente

Gilmara pede ajuda para ver o filho Kaio (Foto: Arquivo pessoal)

Gilmara Cristiane Ferreira Vernick é mãe de Kaio Henrique dos Santos Vernick. O bebê que completou um mês de vida, nasceu prematuro com sete meses e segue internado no Hospital São Vicente em Guarapuava. Conforme Gilmara, o hospital permite visita de três em três horas para que ela tire o leite que alimenta Kaio. No entanto, a mãe não tem conseguido ir até o hospital diariamente por falta de dinheiro. “Por isso, qualquer ajuda é bem-vinda”.

Estamos sem condições de ir ver ele. Nem sempre tenho com quem deixar minha outra filha. Além disso, estamos tentando arrecadar dinheiro para que eu consiga ir até lá ver o Kaio. Moro no bairro Conradinho e ele está internado no Hospital São Vicente.

A mãe conta que também fez uma rifa para tentar arrecadar dinheiro e conseguir ver o filho com mais frequência. Ela também tem uma filha de 2 anos. O nascimento de Kaio estava previsto para dia 31 de maio. Contudo, ele nasceu em abril e desde então está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). De acordo com Gilmara, no início o filho respirava com a ajuda de aparelhos e com os dias apresentou melhora.

No entanto, o bebê continua hospitalizado com médio risco, já que ainda precisa ganhar peso. Conforme Gilmara, após esse período de melhora, ele precisou voltar para a UTI. “Ele estava com muita dificuldade na respiração e precisou de um aparelho para ajudar. Ele estava se esforçando muito e acabava cansado”.

A mãe também conta que não teve condições financeiras de comprar tudo que o filho precisa. Portanto, pede que aqueles que puderem ajudar, que façam uma doação por pix com a chave 110.432.069-06 no nome de Lucas Mateus Ferreira dos Santos. Se preferir, por depósito na conta poupança da Caixa 264421-3 operação 013 agência 0389, no nome de Shandrielly M. Ribeiro.

Por fim, os interessados em ajudar a família, podem entrar em contato com Gilmara pelo telefone (42) 9 8419-8550.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

DENUNCIE IRREGULARIDADES

Ouvidoria recebe denúncias sobre medidas de proteção no fim de semana

TALENTOS PARANAENSES

34º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia tem inscrições até junho

INFRAESTRUTURA

Governador vistoria pavimentação da PR-239 que liga Pitanga e Mato Rico

Comentários